Travesseiro influi na qualidade do sono

Entre as causas que dificultam uma boa noite de sono pode-se incluir um colchão velho, ou em desacordo com o biótipo, e um travesseiro inadequado, que desalinhe a posição tronco.  Se a cabeça ficar caída, ou muito para cima, é sinal de erro no uso do travesseiro, o que pode provocar dores de cabeça ou dor na cervical, por exemplo.

Travesseiros também têm prazo de validade e devem ser trocados “no máximo” a cada três anos. O motivo principal é o acúmulo de ácaros, que ocorre mesmo em produtos com tratamento antiácaro – recomendado pelo Inmetro. Os modelos de látex tendem a resistir por mais tempo a essa invasão, por serem mais arejados.

Os ácaros gostam de ambientes úmidos e o travesseiro absorve umidades de suor, cabelo molhado, e até da baba. Além disso, esses germes se alimentam de pele, e toda noite nós escamamos no travesseiro.

Fique atento quanto a altura na hora da escolha, deite e verifique se a coluna e a lombar estão alinhadas. A recomendação é sempre para uma altura média, mas conforme a distância entre os ombro da pessoa o modelo perfeito pode ter variações.

Não há uma recomendação quanto o material ideal, que deve ser de acordo com o gosto do consumidor, sendo eles espuma viscoelástica,  em pena de ganso, espuma poliuretano, fibra siliconada, látex e flocos de espuma.

Você pode conhecer mais sobre os diferentes modelos AQUI.

 

Acesse nosso site: www.copelcolchoes.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Um pensamento em “Travesseiro influi na qualidade do sono”